Saúde no Vale

Blumenau registra de 30 a 40 novos casos de HIV por mês

Publicado em 05/12/2017

A Campanha Dezembro Vermelho, lançada no dia 1º, visa alertar a população sobre a importância de prevenir e combater o vírus HIV. O problema, que ainda não tem cura, mas que pode ser evitado, continua sendo uma verdadeira preocupação. Somente em Blumenau, são diagnosticados, em média, 30 a 40 novos casos por mês. Atualmente, o Centro Especializado em Diagnóstico, Assistência e Prevenção (Cedap) realiza atendimentos para cerca de 2,5 mil pessoas com HIV na cidade.

Localizada na Rua Paraíba, 380, no bairro Victor Konder, a unidade abriga o Serviço de Controle e Tratamento das Hepatites Virais, Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Serviço de Atendimento Especializado (SAE) e o Programa de Controle da Tuberculose e Hanseníase. Em 2017, já foram realizados 41,4 mil testes rápidos para detecção de HIV, Sífilis e Hepatites B e C, o que representa 200 testes rápidos por dia.

O Cedap funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, sem pausa para o almoço. A unidade atende pelos telefones (47) 3381-7800 e 3381-6166.

 

Sobre o HIV

A sigla HIV (do inglês "Vírus da Imunodeficiência Humana") é o causador da Aids e ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. O vírus altera o DNA destes linfócitos fazendo cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, o HIV rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter a Aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas, podem transmitir o vírus a outros pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

Biologia – HIV é um retrovírus, classificado na subfamília dos Lentiviridae. Esses vírus compartilham algumas propriedades comuns: período de incubação prolongado antes do surgimento dos sintomas da doença, infecção das células do sangue e do sistema nervoso e supressão do sistema imune.

 

Como se pega?

O HIV, causador da Aids, está presente no sangue, sêmen, secreção vaginal e leite materno. Por isso, o vírus pode ser transmitido de diversas maneiras:

  • Sexo sem camisinha. Pode ser vaginal, anal ou oral;
  • De mãe infectada para o filho durante a gestação, o parto ou a amamentação;
  • Uso da mesma seringa ou agulha contaminada por mais de uma pessoa;
  • Transfusão de sangue contaminado com o HIV;
  • Instrumentos que furam ou cortam, não esterilizados.

 

Evitar a doença não é difícil. Basta usar camisinha em todas as relações sexuais e não compartilhar seringa, agulha e outro objeto cortante com outras pessoas. O preservativo está disponível na rede pública de saúde. (Fonte: Ministério da Saúde) 



Postado por: Josiane Caitano

Compartilhe

Comentários